Afinal, qual é o segredo da produtividade?

Afinal, qual é o segredo da produtividade?

Compartilhe:

Produtividade é um assunto que está sempre em alta no mundo corporativo. Com o número de tarefas sempre crescendo e o tempo cada vez mais escasso, conseguir dar conta do recado pode ser uma grande dor de cabeça. Seja pela distribuição dos afazeres, pela atenção direcionada a cada um ou pelo cansaço que insiste em pairar sobre os que têm a rotina super corrida.

Diante desse cenário, temos duas palavras de ordem: prioridades e organização. É por meio desses dois fatores que você vai conseguir se desvencilhar do monstro da improdutividade e executar seus compromissos sem procrastinação ou falta de foco. Confira a seguir!

O que é produtividade?

Fazer muitas coisas ao mesmo tempo? Esqueça isso. Ser produtivo não é sinônimo de estar sempre ocupado. Antes disso, ser produtivo significa que você tem um alto aproveitamento de tudo o que faz enquanto está fazendo.

No âmbito profissional, a sua produtividade será obtida por meio da seguinte medida: fazer mais com menos. Ou seja, você deve se organizar de forma que consiga extrair mais resultados com uma quantidade mínima de recursos.

O importante aqui é que você se lembre de que não é apenas sobre quantidade, mas sim sobre qualidade. De nada adianta você se manter (falsamente) ocupado todos os dias, caso o resultado disso não seja proveitoso, eficaz e eficiente, de acordo com a sua estratégia.

Você conhece a regra 80/20?

80% dos seus resultados vêm de 20% das suas ações. A regra 80/20 ou o Princípio de Pareto nos ensina que, em números não tão exatos, a grande maioria do sucesso que alcançamos é resultado de uma pequena parcela do nosso esforço.

O ponto aqui é que você entenda como a definição de prioridades, isto é, das verdadeiras prioridades, direciona você para resultados reais.

Como devo definir as minhas prioridades?

Organize sua rotina com a seguinte pergunta: o que realmente traz algum grande benefício, resolução ou resultado? Esse grupo seleto de ações é onde você deve aplicar os seus recursos, seja de tempo, energia ou financeiros.

Descubra do que é composta a pequena parcela de ações que geram algum produto altamente relevante (resultado) e concentre grande força nelas, deixando os pormenores para uma segunda instância. Para facilitar esse processo, você pode usar listas, determinando qual item é mais ou menos importante e medindo o resultado obtido por cada um dentro do seu objetivo.

Mas, cuidado ao definir suas prioridades. Não caia na armadilha de se manter sempre na zona de conforto. É importante observar que, muitas vezes, as ações que trarão os melhores resultados envolvem atividades que você não tem o costume ou a segurança de realizar, mas ainda assim elas precisam ser feitas.

Quais são as pedras no caminho da produtividade?

Aprendemos que é preciso definir prioridades: check! Aprendemos que devemos concentrar a grande parte dos nossos recursos na pequena parcela do que traz grandes resultados: check! Entretanto, não basta traçar isso apenas mentalmente. No cotidiano, essas definições estratégicas precisam ser totalmente práticas.

Como já vimos, as listas são de grande ajuda, pois nos dão melhor visualização dos afazeres e situações. Uma vez que as prioridades estão definidas e os 20% de ações que valem ouro estão ressaltados, basta organizar as suas tarefas dentro do seu contexto de tempo e se aplicar em manter o foco.

O foco é o grande segredo para ter sucesso na organização. O plano está traçado, basta segui-lo à risca.

O que me prejudica na busca pela alta performance?

Logicamente não é tão simples assim manter o foco. Fique atento ao que pode te desviar do caminho: navegar sem objetivo pelas redes sociais, checar excessivamente seu e-mail. Hábitos inúteis que tomam seu tempo ou sugam sua energia, tais como conversas paralelas, múltiplas pausas para café, reuniões sem um real propósito, má alimentação, dormir mal, ser sedentário, reagir a todas as urgências que aparecem durante o dia (deixando seu planejamento de lado), etc.

A verdade é que, embora você possa contar com auxílios para manter e medir a produtividade (como no caso de uso de aplicações e afins), a sua performance sempre vai depender da sua disciplina e comprometimento com seu objetivo.

Portanto, esteja sempre concentrado: defina prioridades, não deixe nada escapar, aplique a regra 80/20, organize sua rotina e, por fim, colha os melhores resultados.

Quer ficar por dentro das ferramentas de organização? Leia este texto que preparamos para você!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *