Microgestão: saiba como evitar essa prática tão prejudicial

Microgestão: saiba como evitar essa prática tão prejudicial

Compartilhe:

A microgestão pode ser um grande problema à gestão de pessoas e equipes, mitigando a criatividade, a motivação e o entusiasmo de todos. Por essa razão, é crucial entender mais do assunto, seu conceito e principais problemas que estão correlacionados.

Grosso modo, microgerenciar significa dar pouca liberdade aos colaboradores da empresa, envolvendo-se em todas as áreas, níveis e decisões que são tomadas. É como quando o líder não confia em sua equipe, então controla tudo o que é feito.

Como exemplo, pode-se citar: expressar críticas com rispidez, considerar qualquer ideia como suspeita e supervisionar ao extremo o que é feito. Reunimos uma série de informações sobre o tema para você e algumas práticas para evitar a microgestão. Confira!

Mantenha-se aberto às opiniões

Um primeiro passo é estar mais aberto à opinião dos colaboradores. Parece algo simples, mas na prática não é. Líderes que microgerenciam dão pouca atenção aos seus subordinados, não se atentando a sua opinião e menos as suas ideias.

Então, mantenha a porta do escritório aberta para receber e ouvir os colaboradores, bem como tentar entender sua opinião e seu ponto de vista. Esse, na verdade, é um hábito que deve ser cultivado e que deve começar com a liderança da organização.

Oriente e apoie a equipe de trabalho

Todos os dias a equipe tem novos desafios para vender e depende do apoio do seu superior imediato para superá-los. Aqui, cabe ao líder orientar, indicar o melhor caminho a ser seguido e dar o suporte necessário ao alcance de grandes resultados.

Infelizmente, muitos gestores que microgerenciam não fazem isso. “Metem-se” no trabalho dos outros, assumem tarefas que deveriam ser executadas pelos funcionários e nem sempre entregam os resultados ideais. No final, acabam por atrapalhar.

Reconheça e elogie progressos

Um hábito comum aos gestores que microgerenciam é centralizar demais tudo o que é feito, bem como assumir para si os “louros da vitória”. Isso faz com que os funcionários não recebam o reconhecimento devido ao trabalho, nem mesmo elogios.

Uma saída simples é agendar feedbacks positivos com maior frequência. Reúna-se individualmente com os talentos, elogie seus pontos fortes e conquistas realizadas no trabalho. Assim, poderá descentralizar ainda mais o poder e entusiasmar a equipe.

Incentive a criatividade e o intraempreendedorismo

O intraempreendedor é o profissional que, mesmo dentro da empresa, consegue dar “asas” ao seu espírito empreendedor e propor novas soluções aos problemas da companhia. É preciso incentivá-los, bem como criar um clima interno de criatividade.

Há muitas maneiras de incentivar a criatividade e o intraempreendedorismo, como permitir que os profissionais reservem parte do tempo à projetos paralelos. Desse modo, todos terão maior participação no crescimento e inovação dentro da empresa.

Essas são algumas das principais medidas, mas existem outras que podem ser implementadas no dia a dia. Para organizar tudo o que é feito, empoderar a equipe de trabalho e facilitar a comunicação, o indicado é contar com uma plataforma para gestão e organização das tarefas diárias.

E aí, gostou deste post e entende o que é microgestão? Agora, aproveite para deixar seu comentário em nosso artigo. Conte-nos suas sugestões ou experiências sobre o assunto. Vamos lá!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *