Veja como construir uma cultura de feedback na empresa

Veja como construir uma cultura de feedback na empresa

Compartilhe:

A cultura de feedback é o hábito de dar retorno para os funcionários sobre seus resultados e ações, sejam eles positivos ou negativos. Essa prática contribui fortemente para o crescimento pessoal e profissional de uma pessoa, além de ser uma aliada no sucesso da sua empresa.

No entanto, muitas empresas não se preocupam em dar feedbacks. Isso pode prejudicar o desempenho do funcionário e até mesmo contribuir para um ambiente de trabalho pesado.

Pensando nisso, reunimos dicas práticas para você adotar e criar a cultura de feedback na sua empresa. Confira:

Crie um ambiente seguro para a cultura de feedback

O primeiro passo para iniciar a prática da cultura de feedback é criar um ambiente seguro para os seus funcionários. Ao contrário do que muitos coordenadores pensam, não são somente as chefias que dão os feedbacks. Os profissionais que supervisionam e os demais funcionários também devem se sentir abertos e seguros para se expressar.

Para isso, crie o hábito de pedir opiniões sobre as ideias e projetos que você implementa, sobre as ações que tem realizado e sobre a sua forma de trabalho. Assim, a sua equipe sentirá que você se importa com o que pensam e que você se preocupa com o bem-estar no ambiente profissional.

Além disso, o seu grupo ficará mais confortável e otimista em contribuir com o sucesso da empresa e se tornarem mais produtivos.

Defina uma regularidade para dar os feedbacks

A cultura de feedback precisa de uma frequência. De nada resolve dar retornos soltos, uma vez ou outra. É preciso criar o hábito.

Isso pode ser feito diariamente dependendo do tamanho da sua equipe ou do canal para comunicação, utilizado para o feedback, mas também pode ser semanal ou quinzenal.

Os feedbacks diários ou semanais podem ser mais sucintos ou direcionados a alguma atitude ou atividade em específico. Já os quinzenais ou mensais precisam ser mais intensos e completos como os resultados de um projeto, por exemplo.

Dê feedbacks práticos

Para que a cultura de feedback funcione na sua empresa e aconteça de forma eficiente, ela deve ser de fácil entendimento e aplicação prática. Não dê retornos vagos, explique, esteja presente e à disposição para conversar.

Vale ressaltar que é importante para um feedback prático levar em consideração as capacidades e as singularidades de cada funcionário. Lembre-se também que não se deve cobrar ou dar retorno negativo sobre uma situação que não faz parte das atribuições do profissional.

Incentive a sua equipe

Existem pessoas que são mais resistentes a opiniões do que outras. Já alguns funcionários não sabem se expressar muito bem. Para criar a cultura de feedback na sua empresa, é importante trabalhar essas dificuldades para que toda a sua equipe obtenha bons resultados.

Para isso, incentive o seu grupo a dar retornos para você e para os colegas de trabalho. Deixe claro para a sua equipe que apesar de ter estipulado a frequência e os períodos para os feedbacks, sempre que sentirem que for necessário, devem ficar a vontade para expressar seus pontos de vista.

Seja transparente

Fofocas e conversas atravessadas são muito diferentes de feedback e são aliadas para criar um ambiente inseguro, dividido e nada saudável.

Para evitar esse tipo de situação, seja transparente ao dar os seus retornos e em recebê-los, e caso precise dar um feedback mais intenso ou negativo, prefira fazer pessoalmente e individualmente, evitando constranger e criar motivos para pensar que tem favoritos na empresa.

A cultura de feedback é um hábito muito saudável para a sua equipe e para o sucesso da empresa. No entanto, é preciso definir uma frequência e garantir que esses retornos aconteçam de forma transparente.

Viu como dar feedbacks pode fazer bem para os seus profissionais? Para ficar por dentro de mais dicas que lhe auxiliam na sua gestão, assine a nossa newsletter e fique por dentro dos nossos conteúdos.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *